sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

ÁGUA GASEIFICADA

Conhecendo a ÁGUA GASEIFICADA:

"Essa é fácil! é água com gás!".  Muito obrigado, mas isso todo mundo sabe...
Todos nós achamos que conhecemos este tipo de água, mas o que torna esse tipo de água diferente?

Existem dois tipos de água gaseificada: artificialmente e naturalmente.
-A água com gás artificialmente possui gás carbônico em sua composição. Isso é feito industrialmente: o oxigênio da água comum é retirado e substituído pelo gás carbônico, que causa o efeito frisante (assim como nos refrigerantes).
O pequeno copo que hoje acompanha os cafezinhos em bares e restaurantes não deve ser bebido depois do café, mas sim antes, para limpar as papilas gustativas. Como as papilas são sensíveis, quando limpas nos permitem aproveitar melhor o sabor do cafezinho. Aliás, a água com gás funciona da mesma forma para os vinhos: bebendo um pouquinho antes, o sabor da bebida é melhor apreciado. 
Mas, não devemos beber em excesso este tipo de água, pois o gás nesta água pode irritar a mucosa do estômago de quem já possui problemas gastrointestinais ou de quem tem pré-disposição para tal.



-Já a água com gás naturalmente surge do aquecimento subterrâneo (geralmente de locais próximos a vulcões ou rochas magmáticas próximas á superfície). Esse surgimento ocorre quando o calor do magma atravessa as rochas e alcança os reservatórios de água. O calor absurdo quebra as moléculas dos minerais, liberando vapores e incorporando gases ao líquido, fazendo com que o gás neste tipo de água seja bem mais suave do que na água gaseificada artificialmente. Mas, provavelmente, a temperatura desta água não é tão suave assim na sua garganta...que ela continue nos reservatórios de água...
Mesmo assim, para intuitos comerciais, injeta-se industrialmente mais gás carbônico na água gaseificada natural e ela se torna um híbrido entre artificial e natural.







Nenhum comentário:

Postar um comentário